AMOR E DESESPERO

Tive a experiência de ter o encontro mais feliz e triste ao mesmo tempo.
Encontrei o homem que amo.
Ele não estava bem.
Na verdade, nada bem.
Ele mal conseguia abrir os olhinhos.
Eu estava decepcionada por encontrá-lo daquela maneira. Não sei dizer se ele se importou tanto, mesmo que eu tente eu não consigo lembrar de muitos detalhes.
Ele ainda falhou ao tentar esconder o cigarro de mim.
Tudo o que eu queria era ter parado ele ali mesmo, naquela avenida, na multidão, segurar ele pelos braços e perguntar o quê você está fazendo com a sua vida. Porém, não posso interferir na vida dele.
Dizem que beijo cura, não é? Queria curar ele de todos os males do mundo.
Eu só quero cuidar dele, cuidar muito dele. Mostrar a ele que tudo se resolve.
Quero fazer ele dormir, enxugar as suas lágrimas e acalmar prometendo que tudo irá ficar bem e que vamos passar por tudo juntos.
Infelizmente posso fazer nada disso, não posso salvar alguém que não está pedindo ajuda.
Eu fiquei tão feliz de ter o visto. Meu coração ficou tão alegre ao ver o sorrisinho dele. Aqueles olhinhos lindos estavam tão tristes ontem e não pude fazer nada.
Estou entre o amor e o desespero.

8 comentários em “AMOR E DESESPERO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s