O ROSTO EM CADA CURVA

Eu vejo o rosto dela em cada rosto na rua.

Eu me pego procurando mulheres parecidas.

Inconscientemente eu preciso saber como ela é pessoalmente.

Eu não percebo mas olho para qualquer morena na rua procurando-a.

Eu não queria que fosse assim mas já que está sendo necessito saber como ela é.

O que ela tem?

É o jeito de andar?

O modo de falar?

O comportamento?

Já sei! É o olhar.

É como ela joga o cabelo?

Ou como ela fecha os olhos quando ri?

Ninguém troca um produto em perfeito estado por um pior, como você fez (se fossemos produtos).

Ela é vizinha, sei que em algum reflexo vou esbarrar com ela na rua, vou pedir desculpas, reconhecer e seguir em frente.

Eu não queria que fosse assim mas já que está sendo quero poder olhar nos olhos dela e ver o quão mesquinha é.

Eu já peguei o mesmo ônibus que ela?

Será que já troquei sorrisos educados com ela?

Palavras?

Bom dia?

Será que ela me conhece?

Eu não queria que fosse assim mas já que está sendo gostaria de entender os motivos, mesmo não acreditando em nenhum deles.

Eu não queria que fosse assim.

Mas está sendo.

Um comentário em “O ROSTO EM CADA CURVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s