UM ADEUS

Durante esse tempo tive a pausa suficiente para perceber que não foi amor.

Eu me apaixonei (ainda sou apaixonada?) pelo que imaginei/inventei/criei dele.

Sim, esse não é um texto para ele e sim sobre ele.

Eu nunca achei que fosse possível um futuro com ele. Mas amava imaginar esse futuro inimaginável.

Ele é totalmente o oposto do que sempre desejei. E sempre foi.

A única coisa que me prendia a ele era o passado. Era a minha versão de 2009 falando mais alto.

Infelizmente, ou felizmente, ele não é quem eu queria. Na verdade, ele sempre foi ele e eu que tinha ideias distorcidas.

Jurava que ele ainda era o de 2009/2010/2011 rsrs impossível, né?

Sigo querendo o melhor para ele, espero sempre estar disponível para ajudar quando precisar. Assim como tenho feito.

A vida não para. Ela nunca parou por conta disso.

Esse é um adeus que achei digno de dar. Não foi emocionante, mas também não era para ser. Passou o tempo de eu colocar emoção em tudo que envolve ele.

É apenas um adeus.

Sem mais.

Sem menos.

Adeus, v.

6 comentários em “UM ADEUS

  1. O amor é indelével. Não se pode dá Adeus ao Amor!
    Não se abandona um amor simplesmente porque ele não atendeu as suas necessidades.
    Não existem versões do amor.
    O amor do passado é o mesmo do presente.
    Y o será também no futuro.
    O amor, quando é de verdade, é sempre uma porta aberta.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s