O MAR

Eu corro pro mar pra não lembrar você

Mas daí você é surfista e tudo o que eu imagino é te ver surfando naquelas águas esverdeadas.

E o vento me traz o que eu quero esquecer

A tua cor morena-bronzeada nos mostrando que nem o sol se contém ao te ver, querendo deixar marcas por todo o teu corpo.
O teu sorriso tão branco quanto a água na crista da onda.
Os teus olhos tão pequeninos e pretos que me trazem mais calmaria que a própria brisa.

Entre os soluços do meu choro eu tento te explicar, nos teus braços é o meu lugar

Não importa o quanto eu tento me afastar de ti, eu sempre irei voltar para a tua pele quente. Independentemente do que me falam, eu sinto a tua leve certeza de que no final tudo vai dar certo para nós.

9 comentários em “O MAR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s