Risada

​A risada dele ecoava por todo o parque. Estava por todo lado.

Era um dia chuvoso, cinzento, sem muitas pessoas perambulando pelo parque.

Mas a risada dele alcançava cada alma perdida que estava presente.

Ele não estava rindo de algo muito engraçado, eu nem lembro qual o real motivo.

Ele só estava lá, rindo. Rindo. Gargalhando. Rindo com o mais profundo dele.

Eu pouco me importava com a razão da alegria dele. Eu estava ali assistindo a perfeição. Tudo ultrapassando os limites da perfeição.

Foi naquele exato momento que percebi o que acontecia dentro de mim cada vez que o via rindo daquela maneira. A risada dele cura.

Curou o meu dia cinzento. Curou os meus pensamentos. Me curou.

Eu não sei o que faria se não o tivesse mais comigo. Não é questão de querer, é questão de necessitar.

Eu NECESSITO ouvir a risada dele todos os dias. E preciso dar a ele todos os motivos para sorrir.

Não há nada mais maravilhoso do que a risada dele.

A forma ridiculamente graciosa como ele sorri.

A risada dele não ecoava por todo o parque. Ecoava em mim. Eu senti as minhas veias tremerem com a melodia vinda dele.

É tão incrível eu ainda amar a mesma pessoa depois de anos. Eu não sabia que isso era possível.

Ele tem o tipo de riso que contagia todos. Eu amo a risada dele.

Anúncios

9 comentários em “Risada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s